agosto 16, 2007

<style type=”text/css”>table.lfmWidget20070816010712 td {margin:0 !important;padding:0 !important;border:0 !important;}table.lfmWidget20070816010712 tr.lfmHead a:hover {background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/header/radio/regular_red.png) no-repeat 0 0 !important;}table.lfmWidget20070816010712 tr.lfmEmbed object {float:left;}table.lfmWidget20070816010712 tr.lfmFoot td.lfmConfig a:hover {background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/footer/red_np.png) no-repeat 0px 0 !important;;}table.lfmWidget20070816010712 tr.lfmFoot td.lfmView a:hover {background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/footer/red_np.png) no-repeat -85px 0 !important;}table.lfmWidget20070816010712 tr.lfmFoot td.lfmPopup a:hover {background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/footer/red_np.png) no-repeat -159px 0 !important;}</style>
<table class=”lfmWidget20070816010712″ cellpadding=”0″ cellspacing=”0″ border=”0″ style=”width:184px;”><tr class=”lfmHead”><td><a title=”Músicas com a tag ‘mpb’ ” href=”http://www.lastfm.com.br/listen/globaltags/mpb&#8221; target=”_blank” style=”display:block;overflow:hidden;height:20px;width:184px;background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/header/radio/regular_red.png) no-repeat 0 -20px;text-decoration:none;”></a></td></tr><tr class=”lfmEmbed”><td><object classid=”clsid:d27cdb6e-ae6d-11cf-96b8-444553540000″ width=”184″ height=”140″ codebase=”http://fpdownload.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab%23version=7,0,0,0&#8243; style=”float:left;”><param name=”bgcolor” value=”d01f3c” /><param name=”movie” value=”http://cdn.last.fm/widgets/radio/14.swf&#8221; /><param name=”quality” value=”high” /><param name=”allowScriptAccess” value=”sameDomain” /><param name=”FlashVars” value=”lfmMode=radio&amp;radioURL=globaltags%2Fmpb&amp;title=M%C3%BAsicas+com+a+tag+%27mpb%27+&amp;theme=red&amp;autostart=&amp;lang=pt” /><embed src=”http://cdn.last.fm/widgets/radio/14.swf&#8221; type=”application/x-shockwave-flash” name=”widgetPlayer” bgcolor=”d01f3c” width=”184″ height=”140″ quality=”high” pluginspage=”http://www.macromedia.com/go/getflashplayer&#8221; FlashVars=”lfmMode=radio&amp;radioURL=globaltags%2Fmpb&amp;title=M%C3%BAsicas+com+a+tag+%27mpb%27+&amp;theme=red&amp;autostart=&amp;lang=pt” allowScriptAccess=”sameDomain”></embed></object></td></tr><tr class=”lfmFoot”><td style=”background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/footer_bg/red.png) repeat-x 0 0;text-align:right;”><table cellspacing=”0″ cellpadding=”0″ border=”0″ style=”width:184px;”><tr><td class=”lfmConfig”><a href=”http://www.lastfm.com.br/widgets/?widget=radio&amp;url=globaltags%2Fmpb&amp;colour=red&amp;width=regular&amp;autostart=&amp;path=wordpress&amp;from=code&#8221; title=”Faça um widget como esse para você” target=”_blank” style=”display:block;overflow:hidden;width:85px;height:20px;float:right;background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/footer/red_np.png) no-repeat 0px -20px;text-decoration:none;”></a></td><td class=”lfmView” style=”width:74px;”><a href=”http://www.lastfm.com.br/&#8221; title=”Visitar a Last.fm” target=”_blank” style=”display:block;overflow:hidden;width:74px;height:20px;background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/footer/red_np.png) no-repeat -85px -20px;text-decoration:none;”></a></td><td class=”lfmPopup”style=”width:25px;”><a href=”http://www.lastfm.com.br/widgets/popup/?widget=radio&amp;url=globaltags%2Fmpb&amp;colour=red&amp;width=regular&amp;autostart=&amp;path=wordpress&amp;from=code&amp;resize=1&#8243; title=”Abrir este widget em um pop-up” target=”_blank” style=”display:block;overflow:hidden;width:25px;height:20px;background:url(http://cdn.last.fm/widgets/images/pt/footer/red_np.png) no-repeat -159px -20px;text-decoration:none;” onclick=”window.open(this.href + ‘&amp;resize=0′,’lfm_popup’,’height=240,width=234,resizable=yes,scrollbars=yes’); return false;”></a></td></tr></table></td></tr></table>

Anúncios

PRESENÇA

agosto 10, 2007

É preciso que a saudade desenhe tuas linhas perfeitas,
teu perfil exato e que, apenas, levemente, o vento
das horas ponha um frêmito em teus cabelos…
É preciso que a tua ausência trescale
sutilmente, no ar, a trevo machucado,
as folhas de alecrim desde há muito guardadas
não se sabe por quem nalgum móvel antigo…
Mas é preciso, também, que seja como abrir uma janela
e respirar-te, azul e luminosa, no ar.
É preciso a saudade para eu sentir
como sinto – em mim – a presença misteriosa da vida…
Mas quando surges és tão outra e múltipla e imprevista
que nunca te pareces com o teu retrato…
E eu tenho de fechar meus olhos para ver-te.

Mario Quintana


“Frente a frente”

agosto 8, 2007

“Nada podeis contra o amor,
Contra a cor da folhagem,
contra a carícia da espuma,
contra a luz, nada podeis.

Podeis dar-nos a morte,
a mais vil, isso podeis
– e é tão pouco! ”

Eugénio de Andrade

Colaboração: Edgardo – Cintra/Portugal


MENSAGEM DO DIA

agosto 8, 2007

” FAZ-ME PEQUENO SENHOR, PARA QUE EU POSSA

CABER EM TEU CORAÇÃO

FAZER MORADA ENTÃO

E NELE EU ME PERDER

E NUNCA MAIS ME ENCONTRAR.

E QUANDO ALGUÉM

VIR ATÉ MIM,

SOMENTE TU IRÃO ACHAR.”

Antonio Braga


Saudade – Pablo Neruda

agosto 8, 2007

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já…

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida…

Saudade é sentir que existe o que não existe mais…

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam…

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.


LIÇÃO DE VIDA

agosto 7, 2007

Quando penso que não me surpreenderei com mais nada, a vida apresenta surpresas que nos ensinam. Porque de todo modo, todos nós, somos um pouco egoístas, soberbos, impacientes e ignoramos as coisas boas que aparecem. Talvez o fato de acotecer tantas coisas ruins no mundo, ficamos cegos às coisas boas.

Ontem, quando estava numa  rodoviária, aprendi mais uma lição e resolvir compartilhar com todos através desse Blog.

Estava aguardando o ônibus e um senhor, um portador de necessidade especial, sentado numa improvisada cadeira/cama de rodas, pedia esmolas. Era um sujeito simpático, deixava transparecer no olhar algo de alegre apesar da sua situação. Abordou a mim e outras pessoas pedindo um trocado. alguns tinha outros não e do mesmo jeito agradeceu e abençoou a todos. Passado alguns minutos, este senhor estava parado e observou que uma criança estava sozinha aguardando os pais numa fila. ele, de maneira bem simples, abriu sua pequenina bolsa, tirou uma bala e ofereceu ao garotinho. este não se intimidou. Pegou a bala agradeceu àquele senhor e saiu sorrindo.

Quando que imaginamos que alguém, com certeza mais necessitado que nós vai se preocupar em repartir o pouco que tem. É, nos enganamos, pois pensamos que somente nós podemos ter gestos de nobreza. Que apenas nós que nos consideramos perfeitos, saudáveis, sem necessidades básicas, sem nehuma carência, podemos tirar do que nos sobra e dar a quem precisa. Ontem eu aprendia que para ser bom não é preciso ter nada. Basta ser bom. E não é a bondade de dar, achando que purgamos às vezes a nossa falta de responsabilidade com o semelhante, mas ser bom apenas porque é bom. Tenho certeza que aquela bala faria falta ao senhor pedinte, mas seu coração é tão grande e tão generoso que isto não vai significar nada, nem mesmo vai incomodar. Que Deus o conserve assim. A mim resta rezar por mim, para que isto me ensine a ser mais humilde e mas atento aos sinais de Deus. E para que este senhor tenha uma vida menos sofrida.

 

ANTONIO BRAGA

 


A Origem da Corrupção

agosto 6, 2007

O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto.
Não existe nos genes brasileiros nada que
nos predisponha à corrupção, algo herdado,
por exemplo, de desterrados portugueses.

A Austrália que foi colônia penal do império britânico, não possui índices de corrupção superiores aos de outras nações, pelo contrário. Nós brasileiros não somos nem mais nem menos corruptos que os
japoneses, que a cada par de anos têm um ministro que renuncia diante de denúncias de corrupção.

Somos, sim, um país onde a corrupção, pública e privada, é detectada somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um genro, um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados. A Dinamarca e a Holanda possuem 100 auditores por 100.000 habitantes. Nos países efetivamente auditados, a corrupção é detectada no nascedouro ou quando ainda é pequena. O Brasil, país com um dos mais elevados índices de corrupção, segundo o World Economic Forum, tem somente oito auditores por 100.000 habitantes, 12.800 auditores no total. Se quisermos os mesmos níveis de lisura da Dinamarca e da Holanda precisaremos formar e treinar 160.000 auditores.

Simples. Uma das maiores universidades do Brasil possui hoje 62 professores de Economia, mas só um de auditoria. Um único professor para formar os milhares de fiscais, auditores internos, auditores externos, conselheiros de tribunais de contas, fiscais do Banco Central, fiscais da CVM e analistas de controles internos que o Brasil precisa para combater a corrupção.

A principal função do auditor inclusive nem é a de fiscalizar depois do fato consumado, mas a de criar controles internos para que a fraude e a corrupção não possam sequer ser praticadas. Durante os anos de ditadura, quando a liberdade de imprensa e a auditoria não eram prioridade, as verbas da educação foram redirecionadas para outros cursos. Como consequência, aqui temos doze economistas formados para cada auditor, enquanto nos Estados Unidos existem doze auditores para cada economista formado. Para eliminar a corrupção teremos de redirecionar rapidamente as verbas de volta ao seu devido destino, para que sejamos uma nação que não precise depender de dedos duros ou genros que botam a boca no trombone, e sim de profissionais competentes com uma ética profissional elaborada.

Países avançados colocam seus auditores num pedestal de respeitabilidade e de reconhecimento público que garante a sua honestidade. Na Inglaterra, instituíram o Chartered Accountant. Nos Estados Unidos eles têm o Certified Public Accountant. Uma mãe inglesa e americana sonha com um filho médico, advogado ou contador público. No Brasil, o contador público foi substituído pelo engenheiro.

Bons salários e valorização social são os requisitos básicos para todo sistema funcionar, mas no Brasil estamos pagando e falando mal de nossos fiscais e auditores existentes e nem ao menos treinamos nossos futuros auditores. Nos últimos nove anos, os salários de nossos auditores públicos e fiscais têm sido congelados e seus quadros, reduzidos – uma das razões do crescimento da corrupção. Como o custo da auditoria é muito grande para ser pago pelo cidadão individualmente, essa é uma das poucas funções próprias do estado moderno. Tanto a auditoria como a fiscalização, que vai dos alimentos e segurança de aviões até os direitos do consumidor e os direitos autorais.

O capitalismo remunera quem trabalha e ganha, mas não consegue remunerar quem impede o outro de ganhar roubando. Há quem diga que não é papel do Estado produzir petróleo, mas ninguém discute que é sua função fiscalizar e punir quem mistura água ao álcool. Não serão intervenções cirúrgicas (leia-se CPIs), nem remédios potentes (leia-se códigos de ética), que irão resolver o problema da corrupção no Brasil. Precisamos da vigilância de um poderoso sistema imunológico que combata a infecção no nascedouro, como acontece nos países considerados honestos e auditados. Portanto, o Brasil não é um país corrupto. É apenas um país pouco auditado.

FONTE:  http://www.kanitz.com/veja/corrupcao.asp